Lucro do BNDES cai 21% no 3° trimestre e soma R$ 2,043 bilhões

De acordo com a instituição, redução do lucro foi motivada por uma despesa com provisão de risco de crédito de R$ 230 milhões 

Mônica Ciarelli, da Agência Estado,

21 de novembro de 2012 | 21h09

RIO - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) fechou o terceiro trimestre com um lucro de R$ 2,043 bilhões, cifra que corresponde a uma queda de 21% em relação ao resultado obtido no mesmo período do ano passado. No acumulado do ano, o banco lucrou de R$ 4,785 bilhões, uma queda de 39,2% sobre os nove meses de 2011.

De acordo com o BNDES, a redução do lucro foi motivada por uma despesa com provisão de risco de crédito de R$ 230 milhões. No mesmo período do ano passado, o banco havia computado uma receita de R$ 552 milhões com reversão de provisões feitas anteriormente.

Além disso, o BNDES informou que também pesou sobre o resultado o aumento da rubrica outras despesas líquida em função da atualização montaria de dividendos complementares pagos à União sobre os lucros de 2010 e 2011. Segundo o banco, o resultado mais fraco do terceiro trimestre foi suavizado pelo crescimento das operações financeiras, que passaram de R$ 1,611 bilhão para R$ 2,636 bilhões.

A carteira líquida de operações de crédito representava 70,7% do ativo e apresentou um crescimento de R$ 11,319 bilhões no trimestre. Os créditos inadimplentes representaram 0,15% da carteira total, porcentual acima da taxa de 0,12% apurada em junho.

Tudo o que sabemos sobre:
BNDESbalanço3º trimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.