Lucro do Bradesco cresce 120,8%, para R$ 1,416 bilhão

O Bradesco, maior banco privado brasileiro, apresentou lucro líquido de R$ 1,416 bilhão no segundo trimestre do ano, com crescimento de 120,8% em relação aos R$ 641,336 milhões do mesmo período de 2004. O retorno anualizado sobre o patrimônio líquido médio ficou em 38,1% no trimestre. No semestre, o lucro líquido foi de R$ 2,621 bilhões (equivalente a R$ 5,34 por ação), o que significa avanço de 109,68% em relação aos R$ 1,250 bilhão do mesmo período do ano passado (equivalente a R$ 2,63 por ação). O retorno médio anualizado no semestre foi de 34,9%, contra 19,4% em igual intervalo de 2004.As receitas da intermediação financeira somaram R$ 7,119 bilhões no segundo trimestre do ano, com queda de 7,77% em relação ao mesmo período do ano passado. As operações de crédito recuaram 4,95%, para R$ 3,478 bilhões, e o resultado de operações com títulos e valores mobiliários recuou 85,71%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.