Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Lucro do Bradesco cresce 19,4% no trimestre

O Bradesco apresentou lucro líquido consolidado de R$ 507,601 milhões no primeiro trimestre do ano, o que representa aumento de 19,4% em relação ao obtido no mesmo período de 2002, que foi de R$ 425,206 milhões. O lucro por lote de mil ações ficou em R$ 0,33, superior em 10,0% ao apurado no primeiro trimestre do ano anterior (R$ 0,30). O retorno anualizado sobre o patrimônio líquido foi de 18,50% e sobre os ativos totais, de 1,41%, enquanto no primeiro trimestre de 2002 os porcentuais foram de 18,27% e 1,43%, respectivamente. As receitas da intermediação financeira totalizaram R$ 7,004 bilhões, com elevação de 56,58%. As operações de crédito cresceram 21,31%, para R$ 2,954 bilhões. As despesas da intermediação financeira foram de R$ 4,376 bilhões, com aumento de 59,59%, e o resultado bruto da intermediação atingiu R$ 2,627 bilhões, subindo 51,84%. O Bradesco registrou resultado operacional, no período de janeiro a março, de R$ 1,139 bilhão, superior em 84,60% ao ganho do primeiro trimestre de 2002. Ativos consolidados crescem 21,6%Os ativos consolidados do Bradesco somaram R$ 145 bilhões no final do primeiro trimestre do ano, com crescimento de 21,6% em relação a março de 2002. O índice de Basiléia foi de 19,7% no consolidado financeiro e de 17,1% no consolidado total, comparado com 15,2% e 13,6%, respectivamente, do primeiro trimestre do ano passado. O índice de imobilização foi de 42,5% no consolidado financeiro e de 31,3% no consolidado total, contra 64,2% e 50,8%, respectivamente, no período de janeiro a março do ano anterior. A margem financeira atingiu R$ 3,436 bilhões, com elevação de 45,3%. Todos os números são consolidados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.