Lucro do Bradesco cresce 57,6% em 2000

O Bradesco obteve lucro líquido de R$ 1,740 bi em 2000, com aumento de 57,5% em relação ao ano anterior. As receitas da intermediação financeira caíram 19,8%, totalizando R$ 8,966 bi. A provisão para créditos de liquidação duvidosa somou R$ 1,343 bi, volume 15% menor frente a 1999. O resultado bruto da intermediação financeira aumentou 25,7%, para R$ 2,178 bi. A instituição registrou outras despesas operacionais de R$ 533,237 mi no ano passado, com queda de 32,5% frente ao período anterior. O Bradesco contabilizou ainda um resultado positivo não recorrente/extraordinário de R$ 400,813 mi em 2000, o que não ocorreu no ano anterior. O ganho por equivalência patrimonial foi de R$ 1,701 bi, crescendo 0,79% em relação a 1999. O lucro operacional evoluiu 74,3%, para R$ 1,645 bi. O prejuízo não operacional ficou em R$ 110,418 mi, caindo 40,4%. Em 31 de dezembro passado, o patrimônio líquido do Bradesco era de R$ 8,092 bi. O lucro por ação foi de R$ 0,00125 no ano passado e o valor patrimonial da ação ficou em R$ 0,00581. Os dados não são consolidados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.