Lucro do BTG Pactual sobe 2,6% e vai a R$ 854 milhões no 1º trimestre

Carteira de crédito do banco encerrou março com saldo de R$ 49,105 bilhões, montante 5,9% menor que o registrado ao final de dezembro; em um ano, empréstimos cresceram 24,5%

Aline Bronzati, Fátima Laranjeira, O Estado de S. Paulo

06 Maio 2015 | 21h26

O BTG Pactual anunciou lucro líquido de R$ 854 milhões no primeiro trimestre, expansão de 2,6% em um ano, quando ficou em R$ 832 milhões. Em relação aos três meses imediatamente anteriores, foi observado leve aumento de 0,7%.

A carteira de crédito do BTG Pactual encerrou março com saldo de R$ 49,105 bilhões, montante 5,9% menor que o registrado ao final de dezembro. Em um ano, os empréstimos cresceram 24,5%. O banco atribuiu a queda trimestral à adoção de critérios de crédito mais rigorosos aplicados à renovações, e a um número maior do que o usual de "operações on-balance maturando no período".

De janeiro a março, o patrimônio líquido do BTG foi a R$ 19,215 bilhões, aumento de 13,6% em um ano.

O retorno sobre o patrimônio líquido médio (ROAE) alcançou 18,0% no primeiro trimestre ante 18,4% nos três meses anteriores. Em um ano, a rentabilidade era de 20,2%.

Esteves havia garantido, em teleconferência com analistas e investidores do trimestre passado, que o banco manteria retorno na casa dos 20%. Para radicalizar, disse que mesmo se a Sete Brasil, empresa que constrói sondas para a Petrobras e uma das denunciadas na Lava Jato, virasse pó, esse patamar seria sustentado. O banco é sócio da empresa e tem aporte de cerca de R$ 1 bilhão.

O índice de Basileia do BTG Pactual, que mede o quanto o banco pode emprestar sem comprometer o seu capital, foi a 16,7% ao término do primeiro trimestre ante 17,5% no quarto trimestre e 17,1% em um ano. O mínimo exigido pelo Banco Central é de 11%.

O BTG Pactual encerrou março com R$ 224,1 bilhões em ativos totais, cifra 15,6% maior que a registrada em um ano. No comparativo trimestral, houve aumento de 2,6%.

As receitas totais do banco atingiram R$ 1,961 bilhão de janeiro a março, crescimento de 15% em relação ao mesmo período do ano passado. Se comparado com os três meses imediatamente anteriores, foi identificada expansão de 24%. 

Mais conteúdo sobre:
BTG Pactual

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.