Lucro do Citigroup sobe 18% com expansão internacional

O Citigroup, maior banco dos EstadosUnidos, divulgou nesta sexta-feira forte crescimentointernacional que impulsionou o lucro do segundo trimestre em18 por cento, resultado acima das expectativas do mercado. A receita subiu num ritmo superior às despesas pelo segundotrimestre consecutivo. O presidente-executivo do banco, CharlesPrince, continuou a enfatizar o controle de custos em meio apressões de acionistas por uma reorganização da instituição. As perdas com crédito aumentaram, mas numa taxa em linhacom os níveis apresentados por outros bancos norte-americanos. O lucro líquido do Citigroup no segundo trimestre totalizou6,23 bilhões de dólares, ou 1,24 dólar por ação, ante 5,27bilhões de dólares, ou 1,05 dólar por ação, um ano antes. A receita saltou 20 por cento, para 26,63 bilhões dedólares, enquanto as receitas operacionais cresceram 16 porcento na mesma base de comparação. Excluindo aquisições, areceita evoluiu 16 por cento e os custos, 12 por cento. Sem considerar itens extraordinários, o lucro por ação foide 1,18 dólar por ação, 0,05 dólar acima da previsão média deanalistas, de acordo com a Reuters Estimates. Os números do último trimestre incluem os primeirosimpactos de um plano de corte de custos anunciado em abril paraeliminar 17 mil postos de trabalho e reduzir as despesas em4,58 bilhões de dólares. (Por Jonathan Stempel)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.