Lucro do Goldman Sachs cai 12% no 2o trimestre

O Goldman Sachs Group divulgou nesta terça-feira queda de 12 por cento no lucro do segundo trimestre, pressionado por perdas em alguns investimentos em ativos e desaceleração na atividade de fusões e aquisições.

LAUREN TARA LACA, Reuters

20 de julho de 2012 | 13h23

O maior banco de investimento dos Estados Unidos também informou que está em processo de novos cortes de custos para impulsionar a lucratividade. O Goldman cortou 100 postos de trabalho durante o segundo trimestre e reduziu outras despesas.

O banco teve lucro de 927 milhões de dólares, ou 1,78 dólar por ação, queda em relação ao ganho de 1,052 bilhão, ou 1,85 dólar por papel, um ano antes. Analistas, em média, esperavam lucro de 1,16 dólar por ação, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

O investimento do Goldman Sachs no Banco Industrial e Comercial da China (ICBC, em inglês) resultou em perda de 194 milhões de dólares durante o trimestre. Outros investimentos em ativos públicos geraram perda de 112 milhões de dólares; no geral, a área de financiamento e investimento registrou queda de 81 por cento na receita líquida, para 203 milhões de dólares.

A receita líquida total do banco de investimento caiu 9 por cento, para 6,6 bilhões de dólares. Enquanto isso, as despesas operacionais recuaram 8 por cento, para 5,2 bilhões.

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSGOLDMANSACHSRESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.