finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Lucro do Google no 3º trimestre quase dobra

O lucro da Google Inc no terceiro trimestre praticamente duplicou na mais recente demonstração da fenomenal potência financeira do líder de buscas na Internet. Segundo dados divulgados nesta quinta-feira, a companhia lucrou US$ 733,4 milhões, ou US$ 2,36 por ação, nos três meses encerrados em setembro, ante US$ 381,2 milhões, ou US$ 1,32 por ação, no mesmo período do ano passado.Desconsiderando as despesas com operações no mercado de ações, a empresa teria lucrado, segundo os dados, US$ 2,62 por ação - muito acima da mediana das estimativas de analistas reunidas pela Thomson Financial, de US$ 2,42 por ação.O rendimento no período totalizou US$ 2,69 bilhões, 70% a mais do que o valor no ano passado, de US$ 1,58 bilhão. Depois de subtrair as comissões pagas pelo Google aos parceiros de publicidade, o rendimento caiu para US$1,86 bilhão. Esse número também ultrapassou as estimativas dos analistas, que ficaram em cerca de US$ 50 milhões.Superar as estimativas de Wall Street não é novidade para o Google, que ultrapassou as projeções anteriores dos analistas em todos os nove trimestres, exceto em um, desde sua primeira oferta pública de ações em agosto de 2004. O extraordinário desempenho estabeleceu o Google com um dos gigantes corporativos mundiais apenas oito anos depois de seus co-fundadores, Larry Page e Sergey Brin, terem começado o negócio em uma garagem - parte da casa que a empresa comprou como um monumento de seu sucesso.A performance do Google no terceiro trimestre reflete a crescente vantagem sobre seus principais rivais. A Yahoo Inc., que opera a segunda maior rede de propaganda da Internet, atrás do Google, vem sendo atingida por um crescimento lento de seu rendimento na maior parte do ano - problema que contribuiu para uma queda de 38% em seu lucro no terceiro trimestre.A ferramenta de busca do Google se tornou uma máquina de fazer dinheiro já que continua atraindo mais usuários, permitindo que a empresa abra mais espaço para os pequenos anúncios que são responsáveis pela maioria de seus lucros.

Agencia Estado,

19 de outubro de 2006 | 19h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.