Lucro do IRB Brasil Re soma R$ 144,7 mi no 4º trimestre

A resseguradora local IRB Brasil Re registrou lucro líquido ajustado de R$ 144,744 milhões no quarto trimestre de 2013, montante 15,8% menor do que o registrado em um ano. Na comparação com os três meses anteriores, porém, foi visto aumento de 39,6%. A holding tem participação de 20,51% na resseguradora, conforme aquisição efetivada em agosto último.

ALINE BRONZATI, Agencia Estado

11 de fevereiro de 2014 | 12h20

O IRB informa, conforme relatório, que registrou receitas após impostos de R$ 133,8 milhões devido à reversão do principal e atualização monetária de provisões relacionadas à PIS/COFINS. Somado esse item extraordinário, o lucro do ressegurador no quarto trimestre foi de R$ 278,548 milhões, alta de 62,0% em 12 meses e de 168,7% em relação ao terceiro.

No ano de 2013, o lucro líquido ajustado do IRB ficou em R$ 165,171 milhões. A cifra é 58,4% inferior à registrada no exercício imediatamente anterior, de R$ 397,136 milhões. Os prêmios de resseguros emitidos pelo IRB foram a R$ 735,520 milhões no quarto trimestre de 2013, aumento de 29,0% ante mesmo intervalo de 2012. Na comparação trimestral, entretanto, foi registrado declínio de 3,8%.

O IRB encerrou dezembro com índice combinado, que mede a sua eficiência operacional, ou seja, quanto menor, melhor, em 83,2%, queda de 11,5 pontos porcentuais ante um ano e de 3,7 ponto porcentual na comparação com setembro. O índice de sinistralidade do ressegurador foi a 53,1%, melhora de 2,8 ponto porcentual e 18,9 ponto porcentual, respectivamente.

O patrimônio líquido do IRB Brasil Re totalizou R$ 2,717 bilhões ao final do quarto trimestre de 2013, montante 7,7% maior em 12 meses e 3,6% superior ante os três meses anteriores. O retorno sobre o patrimônio líquido (ROAE) foi a 23,5%, queda de 7,1 ponto porcentual em um ano, mas 6,0 ponto porcentual maior na comparação trimestral.

O IRB alcançou R$ 12,236 bilhões em ativos totais ao fim de dezembro último. A cifra representa elevação de 7,8% em 12 meses e recuo de 4,0% em relação a setembro. Já o resultado financeiro do ressegurador totalizou R$ 104,220 milhões, queda de 32,4% e alta de 19,9%, respectivamente.

Fundado em 1939, o IRB deteve o monopólio do mercado brasileiro de resseguros até 2007. Com a abertura do mercado e o aumento da concorrência, a companhia perdeu market share e foi forçada a se reestruturar para ser mais competitiva. Diante disso, iniciou um processo de desestatização que resultou, dentre outros fatores, na aquisição de 20,51% do IRB pela BB Seguridade, conforme intenção demonstrada em fato relevante publicado em outubro de 2009. O último passo é a abertura de capital.

Tudo o que sabemos sobre:
IRB Brasilbalanço4º trimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.