Lucro do Morgan Stanley cai 42% para US$ 1,55 bi

O banco americano Morgan Stanley hoje anunciou que obteve lucro líquido de US$ 1,55 bilhão (US$ 1,45 por ação) no primeiro trimestre fiscal, encerrado em 29 de fevereiro, resultado 42% inferior ao lucro de US$ 2,67 bilhões (US$ 2,51 por ação) apurado em igual período do ano anterior.Os resultados para o trimestre incluem a baixa contábil de US$ 1,2 bilhão com hipotecas residenciais, além de US$ 1,1 bilhão em outras perdas com transações. O banco também informou que as perdas com marcação a mercado somaram US$ 1,1 bilhão. Na mesma base de comparação, a receita líquida da instituição apresentou queda de 17%, para US$ 8,32 bilhões.O desempenho superou com folga a média das estimativas dos analistas de Wall Street, que indicavam lucro de US$ 1,03 por ação e receita de US$ 7,19 bilhões. O retorno sobre o patrimônio (ROE, na sigla em inglês) da instituição, um importante mensurador de lucro para os grupos financeiros, caiu de 29,9% para 19,7% no período.Às 9 horas (de Brasília), as ações do Morgan subiam 3,59% no pré-mercado em Nova York, cotadas a US$ 44,40. Ontem, as ações do banco subiram mais de 17%, após os bancos Lehman Brothers e Goldman Sachs também divulgarem resultados acima do esperado para o trimestre e o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) anunciar mais um corte na taxa básica de juros, de 0,75 ponto porcentual, para 2,25% ao ano. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.