Lucro do SocGen cai 23% no 1º tri, para US$ 1,7 bi

O Société Générale anunciou, nesta terça-feira, que seu lucro líquido caiu 23% no primeiro trimestre do ano, à medida que suas unidades corporativas, de administração de ativos e de banco de investimentos foram afetadas pelo impacto da crise do crédito subprime nos Estados Unidos.O lucro líquido do SocGen no trimestre caiu para 1,1 bilhão de euros (US$ 1,7 bilhão), ante 1,43 bilhão de euros no mesmo período de 2007. O resultado supera as estimativas dos analistas de um lucro de 1,04 bilhão de euros.O banco francês registrou uma perda comercial de 4,9 bilhões de euros (US$ 7,61 bilhões) em janeiro, por causa de fraudes realizadas por um operador da instituição. O SocGen também anunciou baixas contábeis de 1,12 bilhão de euros (US$ 1,73 bilhão) relacionadas à crise do subprime.Desde que o escândalo comercial foi revelado, o banco realizou um aumento de capital de 5,5 bilhões de euros (US$ 8,54 bilhões) para reabastecer seu balanço patrimonial. A instituição também revelou inúmeras mudanças administrativas, que culminaram na divisão das funções de chefe executivo e chairman, que foram executadas até recentemente por Daniel Bouton. O chefe financeiro do banco, Frederic Oudea, foi nomeado no mês passado como o novo chefe executivo da instituição.A receita total do grupo caiu 6,1% no primeiro trimestre, para 5,68 bilhões de euros (US$ 8,82 bilhões), ante 6,05 bilhões no mesmo período do ano passado. As informações são da Dow Jones

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.