Lucro do Société Générale cai 63% no 2o tri, menos qu esperado

O Banco francês Société Généraleregistrou uma queda de 63 por cento no lucro do segundotrimestre, afetado por prejuízo em sua unidade corporativa ebanco de investimentos, mas os números vieram melhores que aexpectativa de analistas. O segundo maior banco listado da França, vítima do maiorescândalo de fraude no início do ano, afirmou que seu lucrocaiu para 644 milhões de euros (1 bilhão de dólares). No mesmoperíodo do ano passado o lucro havia sido de 1,74 bilhão deeuros. Segundo 18 analistas consultados pela Reuters, aexpectativa era de um lucro de 518 milhões de euros, o que fezcom que as ações da instituição, que acumulam queda de 30 porcento no ano, subissem 8,18 por cento, para 64,37 euros, às9h19 (horário de Brasília). O lucro operacional caiu 42 por cento, para 1,627 bilhão deeuros, também melhor que o estimado por analistas, queesperavam 1,333 bilhão de euros. Os lucros foram impulsionados ainda por 262 milhões deeuros da venda de participação no Bank Muscat. A divisão de banco de investimento da instituição francesasofreu uma baixa de 1,2 bilhão de euros devido à crise decrédito, sofrendo baixas contábeis em swaps e derivativos decrédito. Outros bancos europeus também apresentaram lucros menores.Na segunda-feira o HSBC, maior banco da Europa, divulgou umaqueda de 28 por cento nos lucros antes de impostos do primeirosemestre, enquanto o Credit Suisse apresentou em julho umaredução de 62 por cento no lucro do segundo trimestre. Na quarta-feira é a vez do BNP Paribas, maior banco francêslistado, de apresentar seu balanço. O SocGen ainda procura se recuperar do efeito do escândalodo início do ano. Em janeiro, o banco revelou um prejuízo de4,9 bilhões de euros que afirmou ter sido causado por acordosnão autorizados feitos por Jerome Kerviel, um operador de 31anos do banco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.