Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Lucro do UBS surpreende; banco alerta sobre condições difíceis

O UBS apresentou nesta terça-feira um lucro líquido melhor que o esperado no terceiro trimestre, mas alertou que as condições de negociação difíceis que atingiram a unidade de banco de investimento devem continuar, a menos que a economia mundial melhore.

REUTERS

25 de outubro de 2011 | 09h06

O banco suíço informou que seu negócio de gestão de fortunas resistiu bem, apesar do escândalo anunciado em 15 de setembro, quando a instituição perdeu 1,8 bilhão de francos suíços (2 bilhões de dólares). O banco relatou um ganho contábil elevado que compensou essa perda.

O lucro líquido do UBS caiu 39 por cento, para 1,018 bilhão de francos, superando a média das previsões de analistas de 276 milhões de francos e em linha com o ganho de 1 bilhão de francos que registrou no segundo trimestre, já atingido pela queda no volume de negociação.

O banco, que já afirmou que o escândalo de negociação não resultou em muitos clientes retirando seu dinheiro no trimestre, registrou entrada líquida de gestão de fortunas de 7,8 bilhões de francos, uma queda ante os 8,2 bilhões de francos nos três meses anteriores.

O resultado incluiu uma entrada líquida maior que a esperada, de 4 bilhões de francos, proveniente da unidade de gestão de fortunas nas Américas, enquanto os negócios europeus --sob pressão devido a acordos de impostos-- tiveram saídas líquidas.

(Por Emma Thomasson)

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSUBSRESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.