Lucro do Unibanco cresce 27,5% com salto em crédito

O Unibanco viu seu lucro líquido deprimeiro trimestre crescer 27,5 por cento no primeirotrimestre, impulsionado por um salto de quase 41 por cento nacarteira de crédito. A instituição financeira divulgou nesta quinta-feira lucrolíquido de 741 milhões de reais ante resultado positivo um anoantes de 581 milhões de reais. A carteira de crédito da instituição financeira apresentousalto de 40,7 por cento, para 66,15 bilhões de reais. Enquantoisso, a média do sistema financeiro nacional ficou em 31,1 porcento. O destaque da carteira ficou com o segmento de varejo queviu os financiamentos para veículos quase dobrarem (crescimentode 94,6 por cento) e para pequenas e médias empresas avançarem49,6 por cento. Já o crédito para grandes empresas apresentou evolução de28,8 por cento. O Unibanco conseguiu ampliar a carteira ao mesmo tempo emque obteve uma redução no índice de inadimplência, passando de5,1 por cento ao final de março de 2007 para 3,6 por cento notrimestre passado. O retorno anualizado sobre patrimônio líquido médio,importante indicador da rentabilidade de um banco, ficou em 27por cento contra 25,1 por cento um ano antes. O resultado de intermediação financeira incluindo provisãopara perdas com crédito subiu de 1,88 bilhão de reais há um anopara 2,21 bilhões de reais ao final de março de 2008. O Unibanco encerrou o trimestre passado com ativos totaisde 156,21 bilhões de reais, crescimento de 35,6 por cento sobreo período de janeiro a março de 2007. Esta semana o Itaú, segundo maior banco privado do país,divulgou lucro 7,5 por cento maior, com expansão da carteira decrédito em 36 por cento. O Bradesco, maior instituiçãofinanceira privada do Brasil, por sua vez, anunciou na semanapassada alta de 23,3 por cento no lucro, com avanço de 38,5 porcento na carteira. (Por Alberto Alerigi Jr.)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.