Lucro do Wal-Mart cresce 6,9% para US$ 3 bi no trimestre

O Wal-Mart, maior empresa de varejo do mundo, obteve um aumento de 6,9% em seu lucro líquido no primeiro trimestre fiscal (encerrado em 30 de abril), comparado ao do mesmo período do ano passado. O resultado chegou a US$ 3,02 bilhões, ou US$ 0,76 por ação. O faturamento líquido teve uma expansão de 10%, para US$ 94,12 bilhões. A receita também aumentou 10%, saindo de US$ 86,4 bilhões no primeiro trimestre fiscal de 2007 para US$ 95,3 bilhões.No mês passado, a empresa havia previsto um lucro operacional de US$ 0,74 a US$ 0,76 por ação no primeiro trimestre. Analistas consultados pela Thomson Reuters projetavam, em média, lucro de US$ 0,75 por ação, sobre vendas de US$ 93,22 bilhões."Tivemos um começo sólido, com faturamento e lucro recordes no primeiro trimestre", disse o presidente e executivo-chefe do Wal-Mart, Lee Scott. As vendas na categoria mesmas lojas nos EUA, excluindo combustíveis, aumentaram 2,9%.Para o segundo trimestre, a companhia espera lucro de US$ 0,78 a US$ 0,81 por ação, comparado a uma estimativa média de Wall Street de US$ 0,81 por ação. O Wal-Mart estima que as vendas na categoria mesmas lojas nos EUA ficarão estáveis ou, no máximo, crescerão 2% no segundo trimestre. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.