Lucro líquido da Bombardier cai 20% no semestre

A Bombardier, fabricante canadense de aviões trens e produtos motorizados de lazer e principal concorrente da Embraer, obteve um lucro líquido de suas operações continuadas de 178 milhões de dólares canadenses (US$ 127 milhões) no primeiro semestre, que representam uma queda de 20% em relação ao montante registrado há um ano. O faturamento alcançou 10,2 bilhões de dólares canadenses (US$ 7,3 bilhões), montante similar ao obtido de janeiro a junho de 2002. A companhia atribuiu a retração financeira às menores receitas registradas pelo segmento aeroespacial, no período."Estamos muito satisfeitos com o fato de que o plano elaborado para restaurar nosso balanço patrimonial e liquidez está concluído", disse o principal executivo da companhia, Paul M. Tellier. "Com a venda de nossa unidade de Produtos de Lazer, nossa inici ativa de recapitalização foi bem-sucedida, uma vez que levantamos mais de 2,5 bilhões de dólares canadenses (US$ 1,8 bilhão), montante bem acima das metas que tínhamos".Junto com os resultados relativos ao primeiro semestre, a Bombardier anunciou a venda da divisão de produtos de lazer Recreational Products, por 1,225 bilhão de dólares canadenses (US$ 875 milhões). A transação foi fechada com um grupo de investidores formado pela família Bombardier (que ficou com 35% do negócio), o fundo Bain Capital (50%) e o banco canadense Caisse de depotet placement du Quebec (15%). Estima-se que a venda deverá ser concluída até o fim do terceiro trimestre. A Bombardier é a maior concorrente global da Embraer no segmento de aviões regionais. As informações são do site da companhia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.