Lucro líquido do Unibanco cresce 25,1% no semestre

O Unibanco apresentou lucro líquido de R$ 1,068 bilhão no primeiro semestre do ano, com expansão de 25,1%. Conforme divulgou o banco nesta quinta-feira, no segundo trimestre foram R$ 548 milhões, com alta de 21% em relação ao mesmo período de 2005. A rentabilidade anualizada sobre o patrimônio líquido ficou em 24,7%, acima dos 23% do segundo trimestre do ano passado. A instituição financeira registrou provisão para perdas com crédito de R$ 668 milhões no segundo trimestre, montante 53,56% superior ao do mesmo período de 2005. O resultado da intermediação financeira foi de R$ 1,724 bilhão, subindo 9,81%. As receitas de prestação de serviços cresceram 15,07% e atingiram R$ 901 milhões no trimestre.O Unibanco fechou o segundo trimestre com resultado operacional de R$ 869 milhões, o que representa crescimento de 26,86%. No final de junho, o patrimônio líquido da instituição estava em R$ 9,816 bilhões, 13,35% superior ao do mesmo mês do ano passado. Todos os dados são consolidados. Índice de eficiência Ainda, segundo o Unibanco, seu índice de eficiência continuou a melhorar no segundo trimestre do ano. O indicador ficou em 47,5%, contra 52,8% no mesmo período de 2005 e 48,1% no primeiro trimestre. Quanto menor o porcentual, maior a eficiência da instituição.Segundo o Unibanco, a maior geração de receitas e a racionalização das despesas proporcionam a melhoria contínua e sustentada da eficiência operacional. O índice deste trimestre é o melhor da história da instituição. O recorde anterior havia sido verificado no primeiro trimestre de 2006.Os ativos totais consolidados do Unibanco atingiram R$ 98,217 bilhões no segundo trimestre, com aumento de 18,5% quando comparados ao mesmo período de 2005. O crescimento é explicado, principalmente, pela evolução de R$ 6,8 bilhões da carteira de crédito, sobretudo nos segmentos de maiores margem e rentabilidade. Este texto foi atualizado às 10h26.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.