Lucro recorrente do Unibanco cresce 5,6%, para R$ 704 mi

Terceiro maior banco privado do País teve lucro líquido recorrente de R$ 704 milhões entre julho e setembro

Redação com Reuters e AE

24 de outubro de 2008 | 11h54

O Unibanco antecipou a divulgação parcial de seu balanço no terceiro trimestre, no qual registrou um lucro líquido recorrente de R$ 704 milhões. O crescimento foi de 5,6% em relação ao resultado apurado no mesmo período do ano passado. De acordo com os dados divulgados nesta sexta-feira antecipando a divulgação que estava prevista para o início de novembro, a carteira de crédito do banco atingiu R$ 74,3 bilhões ao final de setembro, um crescimento de 32,9% em 12 meses. O Unibanco informou ainda que reabriu seu programa de recompra de ações. As units do Unibanco caíam 13,3% , cotadas a R$ 9,96 reais, por volta das 11h26, quando o Ibovespa cedia 8,04%.  Os dados divulgados pelo banco não foram auditados. Segundo o banco, o lucro acumulado foi de R$ 2,2 bilhões em 2008, até setembro, com crescimento de 16,8% sobre igual período de 2007. O patrimônio líquido atingiu o valor de R$ 12,9 bilhões e a taxa de retorno anualizada sobre o patrimônio líquido médio alcançou 24,4%. O total de ativos atingiu R$ 178,5 bilhões, representando um crescimento de 33,3% em relação ao balanço de 30 de setembro de 2007. A carteira de empréstimos totalizou R$ 74,3 bilhões, com aumentos de 32,9% em relação a setembro de 2007, 20,9% nos 9 meses de 2008 e 7,7% em relação ao segundo trimestre de 2008.Segundo o banco, a qualidade da carteira de empréstimos apresentou melhorias, com a cobertura das provisões para a carteira de créditos classificados entre "D" e "H" atingindo 102,6% em setembro de 2008, que se compara às coberturas de 101,7% em 30 de junho de 2008 e 98,9% em 30 de setembro de 2007.A margem financeira anualizada antes das provisões para perdas de crédito foi de 6,6% no terceiro trimestre, com impacto do resultado negativo de intermediação financeira na tesouraria em setembro de 2008, no montante de R$ 17 milhões, em razão de expressiva redução das posições proprietárias em aberto, expostas a risco de mercado no último mês do trimestre. No terceiro trimestre a contribuição para a margem financeira da tesouraria foi positiva em R$ 97 milhões, comparada a R$ 154 milhões no terceiro trimestre de 2007.

Tudo o que sabemos sobre:
Unibancobalanço

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.