Lucro trimestral da Telesp cai 17%, para R$ 490 milhões

A Telesp, operadora de telefonia fixa do grupo espanhol Telefónica que atua no Estado de São Paulo, divulgou seu balanço com lucro líquido de R$ 490,3 milhões no primeiro trimestre do ano, resultado 17,3% menor que o apurado em igual período do ano passado.A margem Ebitda, um indicador de rentabilidade (calculado pela razão entre o Ebitda - lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortizações - e a receita líquida) no primeiro trimestre foi de 39,6%, o que representou uma redução em relação aos 42,50% apurados nos primeiros três meses de 2007. A empresa atribui a redução à queda da receita de serviço local e aumento dos gastos com interconexão. "Vale destacar que atualmente alguns novos produtos ainda possuem pressões em suas margens por não terem atingido um nível de escala adequado", informou.A receita operacional líquida totalizou R$ 3,843 bilhões, com aumento de 3,7% no período. Aqui a companhia foi beneficiada pelo crescimento do serviço Speedy, pelo aumento das receitas de chamadas de Longa Distância Nacional (LDN) e pelo lançamento em 2007 do serviço de TV paga.O crescimento desses segmentos contribuiu para contrabalançar a queda das receitas de serviço local, de chamadas Longa Distância Internacional (LDI) e nas assinaturas. A diminuição da queda das assinaturas é resultado da redução da base em serviço e do aumento da base de planos alternativos de telefonia fixa que possuem assinatura mais baixa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.