Lula adia anúncio de medidas econômicas previsto para quarta

Presidente considera que ações não estão suficientemente maduras para serem divulgadas, segundo assessores

Leonencio Nossa, da Agência Estado,

26 de janeiro de 2009 | 15h14

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva considera que as propostas de novas medidas econômicas que em princípio seriam anunciadas nesta quarta-feira, 28, não estão suficientemente maduras, informaram nesta segunda assessores do governo. Veja tambémDesemprego, a terceira fase da crise financeira global De olho nos sintomas da crise econômica Dicionário da crise Lições de 29Como o mundo reage à crise  Por isso, segundo os assessores, Lula não fará nenhum anúncio de medidas nesta semana. Além de um conjunto de providências para incentivar o setor da construção civil, o presidente deverá anunciar também, em data não definida, medidas de incremento ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e de estímulo à redução dos spreads bancários.

Tudo o que sabemos sobre:
Crise FinanceiraLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.