Lula admite preocupação com a crise norte-americana

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que na conversa de hoje com jornalistas fez previsões otimistas para 2008 e apresentou um balanço positivo dos resultados econômicos de 2007, admitiu que está preocupado com a crise da economia dos Estados Unidos e suas possíveis repercussões no Brasil. "A única coisa que me deixa com a antena ligada neste fim de ano é a crise americana. Ninguém sabe o tamanho", admitiu o presidente.Ele informou que pediu ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, e ao presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles para ficarem atentos. "A crise ainda não atravessou o atlântico. A crise começou com bancos de desenvolvimento e hoje atinge bancos importantes, como Citibank e o Deutsche Bank", comentou o presidente. Ele afirmou que uma das causas da crise nos Estados Unidos é o fato de os especuladores americanos agirem "de má-fé".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.