Lula anuncia investimento de R$ 41 bi no 'PAC da tecnologia'

Meta é investir 1,5% do PIB no setor, ao contrário dos atuais 0,5% destinados à ciência, tecnologia e inovação

Isabel Sobral, do Estadão,

20 de novembro de 2007 | 09h05

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anuncia nesta terça-feira, 20, o Plano de Ação de Ciência, Tecnologia e Inovação para o Desenvolvimento Nacional, apelidado de PAC da tecnologia, que pretende investir até 2010 cerca de R$ 41 bilhões na área. Parte do dinheiro será destinado à criação de novos centros de inclusão digital. Os recursos vão financiar projetos de inovação e tecnologia de empresas privadas por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e também vão reforçar em pelo menos 50% o orçamento destinado a bolsas de mestrado e doutorado na área concedidas pelo CNPq e Capes. Outro objetivo do governo, segundo o Ministério da Ciência e Tecnologia, é aplicar parte do dinheiro na construção de novos centros de inclusão digital. A meta do governo é ampliar os investimentos em ciência, tecnologia e inovação para 1,5% do Produto Interno Bruto (PIB) nos próximos anos. Atualmente, segundo o ministério, a equivalência é de 0,5% do PIB. Cerca de R$ 18 bilhões do total a serem investidos até 2010 virão do orçamento do Ministério de Ciência e Tecnologia e do Fundo Nacional do Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT). Os demais recursos, da ordem de R$ 23 bilhões, serão aplicados pelos ministérios de Minas e Energia, da Saúde, da Educação e da Agricultura, além do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e de fundos setoriais.

Tudo o que sabemos sobre:
PACtecnologia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.