Lula assina decreto que aumenta limite para estrangeiro no BB

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou decreto que autoriza que a participação de investidores estrangeiros no Banco do Brasil cresça de 12,5 para 20 por cento, informou a instituição nesta quinta-feira.

REUTERS

17 de setembro de 2009 | 10h28

O governo também autorizou a instituição a emitir ADRs (American Depositary Receipts) lastreados em ações ordinárias de sua emissão.

"Em vista disso, o BB dará prosseguimento ao lançamento do programa de ADR", afirma o banco sem dar mais detalhes.

O Conselho Monetário Nacional (CMN) tinha aprovado o mecanismo no final de julho, modificando norma que estava em vigor desde 1996 e que permitia apenas a emissão de recibos de ações fora do país representativos de papéis sem direito a voto ou preferenciais.

As ações do Banco do Brasil abriram em queda de 0,2 por cento nesta quinta-feira, cotadas a 29,19 reais. Enquanto isso, o Ibovespa mostrava queda de 0,3 por cento.

(Por Alberto Alerigi Jr.; Edição de Vanessa Stelzer)

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSBBESTRANGEIROS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.