Lula: Brasil precisa ficar de 'antena ligada'

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje que o País precisa ficar de "antena ligada", referindo-se à crise internacional. "Se houver recessão na Europa e nos Estados Unidos vai ter implicações em outros países", afirmou no programa semanal de rádio "Café com o Presidente". Lula disse que tem conversado diariamente sobre o assunto com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e com o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles. Destacou que o governo tem monitorado a liquidez dos bancos brasileiros para que não falte crédito. "Nós vamos ficar olhando como é que está a questão do crédito no Brasil, para que a gente possa ficar incentivando e colocando mais recursos, facilitando para que as pessoas tenham acesso ao crédito no Brasil", disse. Ele também afirmou estar atento aos setores de construção civil e agricultura. Lula manifestou confiança em um desfecho positivo para a Rodada Doha da Organização Mundial do Comércio (OMC). "Eu senti que há grandes possibilidades, depois das eleições americanas, de nós conseguirmos concluir a Rodada Doha", disse. Na última semana, em visita à Índia, ele discutiu o tema com o primeiro-ministro indiano Manmohan Singh, e participou da reunião do grupo Ibas, que reúne Índia, Brasil e África do Sul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.