Lula: Brasil ser credor externo é motivo de orgulho

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje, em discurso inflamado, que "é bom para o ego e um motivo de orgulho" saber que o Brasil mudou sua situação devedora para credor externo. Em janeiro, pela primeira vez na história, o país deixou de ser devedor líquido, com saldo positivo de US$ 6,983 bilhões nas contas externas.Lula, no discurso, defendeu os programas sociais do governo. Tornou a rebater críticas de que tais programas são eleitoreiros, especialmente o Bolsa-Família. "R$ 90 reais não vale nada para uma pessoa que ganha R$ 20 mil por mês e dá isso de gorjeta quando fica bêbado no bar."Depois do discurso de Lula, foram distribuídas às cercas de 4 mil pessoas presentes marmitas com arroz, feijão, carne e mandioca cozida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.