Lula: Brasil vive momento de transformação

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva comemorou durante a solenidade de lançamento da Política de Desenvolvimento Produtivo que tanto o Brasil quanto o mundo vivem atualmente um período de transformação. "O Brasil está vivendo um novo momento, um momento de inflexão e de transformação", declarou, e classificou o atual contexto internacional como "desafiador"."Estamos assistindo à emergência de novos mercados e ao começo do fim do crescimento global puxado pela demanda do consumidor americano", disse. Neste contexto, ele avaliou que "cresce, em contrapartida, a importância das maiores economias dos países em desenvolvimento", chamando atenção para o papel do Brasil. "Há indicações de que esses países - entre eles, o Brasil - serão responsáveis por metade da taxa de crescimento da economia mundial num futuro próximo".Lula também declarou que as novas tecnologias, principalmente de informação e comunicação, "introduzem novos produtos com preços cada vez mais baixos, oferecendo mais possibilidades de acesso a bens e serviços, bem como a disseminação de informações e conhecimentos para toda a população mundial".O presidente voltou a defender que os acordos multilaterais sejam retomados, "mas não em bases tradicionais". "Temos defendido nossos interesses nas mesas de negociação de modo afirmativo, mostrando como são prejudiciais as regras atuais do comércio internacional". Para ele, em sua atual formatação, estas regras "só beneficiam os países desenvolvidos, que continuam aferrados a posições insustentáveis", disse, citando "os enormes subsídios e o protecionismo para a agricultura".Lula afirmou que empresas e centros de pesquisa brasileiros são "destaques de competitividade e inovação em vários campos". Para o presidente, as indústrias de celulose e de energia, a mineração, a siderurgia, "têm diante de si um futuro promissor". Ele citou também a atividade agropecuária e aproveitou para elogiar a Embrapa, "referência mundial na agricultura tropical". Assim, ele reiterou que "é de interesse do Brasil apoiar o desenvolvimento produtivo da América Latina, do Caribe, da África".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.