Lula cobra mais ousadia da Petrobras

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva cobrou mais ousadia da Petrobras em investimentos no exterior. Se dirigindo diretamente ao diretor financeiro da estatal José Sergio Gabrielli e ao presidente da Transpetro Sergio Machado, Lula disse que "a Petrobras ainda tem muito navio para fazer, e muito buraco para perfurar e mais petróleo e gás para descobrir". O presidente fez a cobrança durante seu discurso na cerimônia de lançamento da plataforma P-47 no porto do Rio. Ele comparou ainda a Petrobras a uma "noiva que todos querem ter". "A Arábia Saudita quer casar com a Petrobras, mas a gente acha que ela é muito grande. Na Venezuela o presidente (Hugo) Chávez já arrumou até lugar para o casamento e quer que eu e ele sejamos padrinhos da união da Petrobras e da PDVSA, que teria até um embrião já programado que é a PetroAmerica. Mas a Petrobras tem um potencial muito maior a ser explorado", afirmou o presidente. Lula comparou ainda a necessidade de "um ataque mais veloz" da Petrobras nos investimentos no exterior com a seleção brasileira no jogo de ontem contra a Argentina: "Eu nunca sofri tanto na vida quanto ontem, durante o jogo", disse Lula, em tom de brincadeira. Ainda em seu discurso, ele cobrou que a Petrobras fizesse mais parcerias para consolidar sua posição competitiva e passar a exportar plataformas como a que foi construída e lançada hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.