Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Lula comemora aprovação da PPP

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva comemorou a aprovação do projeto que institui a Parceria Público-Privada (PPP) pela Câmara dos Deputados ontem à noite. "O que importa é que o PPP foi aprovado. Só pode pensar que foi em benefício do governo os que só pensam na próxima eleição", declarou o presidente, acrescentando que qualquer um que seja governo vai perceber que daqui a 4, 5 ou 10 anos vai ser um benefício enorme para o Brasil.De acordo com o presidente, muitas obras importantes só podem ser feitas se houver parceria. Indagado quando esperava inaugurar uma obra fruto de uma PPP, o presidente se esquivou de fazer uma previsão. "Não gostaria de falar em data mas tem muita coisa pra acontecer: ferrovias, rodovias, saneamento básico". Para o presidente, as ferrovias só serão lucrativas se tiverem investimentos.Lula disse que seria importante que os fundos de pensão que investiram nas compras de empresas públicas pudessem aplicar em outros projetos. Ressalvou, no entanto, que considera que investimentos com recursos de fundo de pensão precisam ser feitos com muita cautela porque é dinheiro de aposentado. Elogios ao CongressoO presidente fez inúmeros elogios ao presidente da Câmara, João Paulo Cunha, que estava presente ao café da manhã com jornalistas. Mas também não deixou de fazer elogios ao Senado. Para o presidente, o que o Senado e a Câmara fizeram este ano foi um exemplo da articulação e do entendimento necessário para se votar o que era preciso. No café da manhã, o presidente Lula evitou fixar uma data para fazer a reforma ministerial.

Agencia Estado,

23 de dezembro de 2004 | 12h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.