Lula comemora aumento no volume de crédito

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva comemorou hoje o volume total de crédito no País, que alcançou R$ 1,044 trilhão em maio, de acordo com dados divulgados pelo Banco Central. "Quando ganhamos as primeiras eleições aqui, este País tinha R$ 300 bilhões de crédito, o País inteiro. Este ano, só o Banco do Brasil tem R$ 200 bilhões de crédito. É uma pequena bagatela de R$ 700 bilhões a mais do que quando chegamos", afirmou o presidente.De acordo com o Banco Central, o saldo total de crédito em maio aumentou 2,6% ante a posição de abril. No primeiro trimestre, o estoque de crédito subiu 8,8%. O presidente contou que recebeu a informação sobre o volume de crédito hoje do presidente do Banco do Brasil, Antonio Lima Neto.Lula ainda ressaltou a atuação da Caixa Econômica Federal. Ele observou que o banco, nos dois primeiros anos do segundo mandato, fez mais investimentos em habitação que nos quatro anos do primeiro mandato e nos oito anos de seu governo anterior."Não queremos mais fazer apologia da miséria, da pobreza. Queremos fazer a apologia da esperança. É só ver os números do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), disse o presidente, referindo-se a estudo divulgado ontem que mostra ter diminuído a desigualdade de salário no Brasil. Lula deu tais declarações no Palácio do Planalto, durante solenidade de assinatura de contrato de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.