Lula comemora participação do País no comércio exterior

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, disse hoje que o Brasil se aproxima do melhor nível de participação no comércio exterior mundial. De acordo com ele, o País é responsável por 1,12% de todo o comércio mundial, enquanto o melhor nível já obtido pelo Brasil foi de 1,2% na década de 70 e essa participação já chegou a apenas 0,7%.Segundo Lula, o País está encontrando, mesmo com as exportações superando US$ 100 bilhões no período de 12 meses, um ponto de equilíbrio para um crescimento sustentável. "Até a década de 80, o Brasil decidia exportar e esquecia do mercado interno. Outras vezes, esquecia das exportações. Mas não é incompatível você exportar e crescer internamente", comentou, durante discurso na Tecumseh, empresa exportadora de compressores para refrigeração, em São Carlos (SP).O presidente voltou a pregar ainda um aumento no comércio entre o Brasil e os outros países da América do Sul. "Nós devemos estreitar as relações no nosso continente e o Brasil deve financiar as exportações e criar uma infra-estrutura nos países mais pobres da América do Sul. Acreditamos que o Brasil tem de ter a responsabilidade de ajudar esses países", afirmou.Lula lembrou que o País inaugurou, no ano passado, a primeira ponte ligando o Brasil à Bolívia e que, em junho próximo, irá inaugurar uma obra semelhante na ligação com o Peru.Presidente quer convencer japoneses a abrir mercadoO presidente afirmou que durante sua visita ao Japão, em maio, levará na bagagem "umas picanhas, umas costelas" para tentar convencer aquele país a abrir mercado para a carne bovina brasileira. "Eu já falei para o nosso embaixador preparar uma churrasqueira pois lá nós vamos chamar o primeiro-ministro (Junishiro Koizumi) e dizer: vamos comer a carne brasileira e vamos ver se a que você compra é melhor que a nossa", disse Lula.O presidente lembrou que, por ano, são abatidos no País 36 milhões de cabeças de gado e que a forma de criar esses animais é a mais moderna do mundo, "sem o risco da vaca louca". No discurso na sede da Tecumseh, Lula disse que quase 50% das exportações brasileiras no ano passado foram de manufaturados. "O Brasil não exporta apenas soja, milho ou cana", disse o presidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.