Lula confirma conversa com chefes de Estado sobre Argentina

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em discurso ao Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, informou que tomou a iniciativa de telefonar aos chefes de Estado e de Governo, que têm representantes do Fundo Monetário Internacional (FMI), para falar sobre a Argentina. Segundo ele, os telefonemas também tiveram o objetivo de pedir que os chefes de Estado e de Governo influam na decisão do FMI de não considerar gastos com infra-estrutura como despesa, mas como investimento. "Acho que podemos conseguir isso e ter a surpresa de receber esse benefício antes do esperado", afirmou o presidente, referindo-se às conversas que teve com os presidentes dos Estados Unidos, George W.Blush, e da França, Jacques Chirac e com os primeiros-ministros da Inglaterra, Tony Blair, da Alemanha, Gerhard Schröder, da Espanha, José Maria Asnar, e de Portugal, Durão Barroso.

Agencia Estado,

11 Março 2004 | 12h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.