Lula defende Palocci após cobranças de Marinho

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva saiu em defesa do ministro da Fazenda, Antonio Palocci, durante a reunião do Conselho de Desenvolvimento Social, realizada hoje no final da manhã. Antes de tomar a palavra, Lula havia sido precedido pelo presidente da CUT, Luiz Marinho, que fez cobranças a Palocci e ao governo em geral por medidas mais ousadas no campo da distribuição de renda.Apesar de elogiar a apresentação feita por Palocci, Marinho pediu que fossem realizados estudos mais aprofundados sobre o salário mínimo e também se declarou insatisfeito com o fato de os bancos apresentarem bons resultados, enquanto que não se pode investir 1% do PIB na criação de empregos emergenciais. Segundo ele, isso seria inaceitável.Em resposta a Marinho, Lula pediu que o presidente da CUT apresentasse um projeto. Segundo o presidente Lula, com projetos fica mais fácil saber o que o governo pode fazer. Ele também se referiu a Palocci como uma pessoa que tem um "coração maior do que o corpo" e lembrou a frase do ministro de que "não é o dinheiro que faz o projeto, mas o projeto que faz o dinheiro".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.