Lula: demanda por alimentos é oportunidade ao Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje que a crescente demanda mundial por alimentos é uma "grande oportunidade, uma oportunidade extraordinária para o Brasil". Em discurso na cerimônia de lançamento do Plano Safra da Agricultura Familiar, o presidente voltou a afirmar que o aumento da demanda mundial por alimentos não é um problema do Brasil, que tem solo, terra, água e capacidade tecnológica para aumentar a produção. Segundo o presidente, esse deve ser um problema para outros países, como Suíça e Japão. Ele observou, porém, que esses países têm dinheiro para comprar alimentos.TecnologiaO presidente defendeu a transferência de tecnologia agrícola do Brasil para outros países e lembrou que a Venezuela, por exemplo, importa tudo o que consome. Lula disse ainda que está convencido de que o Brasil precisa aumentar a sua produção agrícola, porque a China, a Índia, a América Latina e o próprio Brasil vão comer cada vez mais.Lula defendeu o aumento da produtividade agrícola e a modernização da agricultura familiar. Segundo o presidente, não é mais aceitável ver o pequeno agricultor jogando a sementinha na terra com a mão e puxando a terra com o pé. "Vamos acabar com a cultura da subsistência", defendeu.O presidente citou o caso da pecuária leiteira e disse que a produção nacional tem uma média de 1,7 litro por vaca, enquanto nos Estados Unidos esse rendimento é de 5 litros por vaca, e na Europa, 10 litros por animal. "Vamos tratar a nossa vaquinha com carinho, levar tecnologia, dar ração", afirmou.Para o presidente não é mais "suficiente" desapropriar terras e assentar pessoas. "É preciso levar junto com a terra a tecnologia e o financiamento, porque todo mundo vai gostar", disse.

ADRIANA FERNANDES E FABÍOLA SALVADOR, Agencia Estado

03 de julho de 2008 | 18h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.