R$ 1,57 bi

E-Investidor: Tesouro Direto atrai mais jovens e bate recorde de captação

Lula deve receber marco regulatório do pré-sal em breve

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje que deve receber nos próximos dias o texto final com as sugestões para o novo marco regulatório do petróleo no Brasil, formulado pela comissão interministerial que foi composta em julho do ano passado para discutir o assunto. "O texto já está pronto e o ministro (de Minas e Energia, Edison) Lobão deve me entregar isso nos próximos dias para que eu avalie", disse o presidente em entrevista à imprensa, após visitar o terminal de regaseificação da Petrobras na Baía de Guanabara.

KELLY LIMA E NICOLA PAMPLONA, Agencia Estado

18 de março de 2009 | 15h28

Segundo ele, após sua avaliação, as sugestões para um novo marco regulatório serão encaminhadas ao Congresso e para discussão com a sociedade brasileira. "É complexo estabelecer este marco e as discussões têm que ser feitas profundamente porque, como venho afirmando, esta é uma oportunidade que o Brasil tem para eliminar de vez dois dos seus maiores problemas, que são a fome e a miséria", disse o presidente, lembrando que a intenção do governo federal é aumentar o valor arrecadado sobre o petróleo explorado na camada pré-sal, localizada abaixo do leito marinho, e agregar maior valor ao petróleo brasileiro. "Nós não queremos ser exploradores de petróleo bruto, mas sim de derivados."

O presidente reiterou que no próximo dia 1º de maio haverá a cerimônia para extração do primeiro óleo da área de Tupi, na Bacia de Santos. Pouco antes da entrevista, quando ainda estava no terminal de regaseificação, o presidente havia dado a entender que essa cerimônia seria adiada por conta de atrasos na conclusão da obra da sonda que vai operar em Tupi. Segundo o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, o atraso foi de apenas duas semanas e o cronograma está mantido.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleopré-sal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.