Lula discutirá na 2ª feira questão do reajuste da previdência

Governo pretende manter o acordo firmado em agosto com centrais sindicais e evitar rombo nas contas

Leonencio Nossa, da Agência Estado,

06 de novembro de 2009 | 15h41

Ficou mesmo para segunda-feira, 9, em São Paulo, a reunião do presidente Luiz Inácio Lula da Silva com o ministro da Previdência, José Pimentel, para discutir uma proposta alternativa de reajuste dos benefícios previdenciários, com valores acima do salário mínimo. A informação é de uma fonte do governo.

 

Veja também:

linkAlencar pede responsabilidade em valor de aposentadoria

linkMinistério da Previdência discute saída para reajuste do INSS

 

Nesta sexta-feira, 6, o ministro Pimentel se reuniu com o chefe de gabinete da Previdência, Gilberto Carvalho e com o ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, para tratar do assunto. A ideia é tentar encontrar uma saída para evitar a aprovação do projeto que tramita na Câmara e que prevê o reajuste pelo mesmo índice de correção do salário mínimo.

 

A intenção, segundo outra fonte do governo, é manter o acordo firmado em agosto com a CUT e a Força Sindical, que acabou sendo rejeitado pelas pequenas centrais. Por esse acordo, os benefícios da previdência com valor acima de um salário mínimo seriam corrigidos, em 2010, pela inflação do ano anterior e metade do crescimento do PIB de 2008. Em 2011 a correção seria pela inflação de 2010, acrescida da metade do crescimento do PIB de 2009.

Tudo o que sabemos sobre:
Lulaprevidência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.