Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Lula diz que Brasil vence por causa de política externa agressiva

Na visita à Agrishow, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu a política externa do governo. "Graças a uma política externa mais ousada, mais agressiva e respeitosa ao mesmo tempo o Brasil está obtendo vitórias importantes". Ele se referia à resposta da Organização Mundial do Comércio (OMC) em favor do Brasil na disputa travada com os Estados Unidos envolvendo os subsídios dados ao algodão.Lula voltou a dizer que o fortalecimento do Mercosul é fundamental para a estratégia brasileira de obter maiores mercados, citando o acordo entre o Mercosul e a União Européia. "Vamos tentar consolidar esse bloco para facilitar a discussão no Brasil do acordo da Livre Comércio das Américas para que não fiquemos subordinados apenas à pressão dos interesses econômicos dos Estados Unidos, mas possamos discutir a Alca em função dos interesses da agricultura e da nossa economia", afirmou.Defesa às viagensEle defendeu as viagens que tem feito pelo mundo. Além de enfatizar o aumento das exportações brasileiras para os países do Oriente Médio, disse que Índia, China, África do Sul e Rússia estão vendo a relação com o Brasil como uma relação estratégica para ganhar força na briga por mais espaço nos mercados dos países desenvolvidos. "Juntos corremos o risco de mudar a geografia comercial do mundo", declarou.Lula disse que em dezembro haverá uma reunião no Brasil entre presidentes da América do Sul e dos países árabes para "consolidar uma parceria". Ele também viu uma possibilidade para o Brasil na reeleição de Vladimir Putin à presidência da Rússia. "Se ele assinar o protocolo de Kyoto (que limita a emissão de gases na atmosfera) podemos ganhar mercado para o biodiesel brasileiro", declarou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.