Lula diz que economia vai bem e Palocci está "mão aberta"

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje, no Palácio do Planalto, que não pretende "vender euforia", mas reconhece que a economia do País vai bem e as condições estão muito favoráveis. Segundo ele, esta seria a razão de a equipe econômica ter liberado os recursos para a criação do seguro da agricultura familiar nesta sexta-feira. "A Fazenda e o Tesouro estão ficando de mão aberta: os tempos mudaram", brincou o presidente ao abrir o seu discurso na solenidade de lançamento da nova forma de cobertura de prejuízos de pequenos agricultores familiares. "Eu não preciso nem ler os jornais, só de olhar para o Palocci e vê-lo feliz eu já sei como as coisas estão", afirmou Lula ao se referir às boas notícias da economia brasileira. Ele agradeceu o ministro da Reforma Agrária, Miguel Rossetto, por ter elogiado os integrantes da equipe econômica. "O Palocci tem um coração enorme; foi só o Rossetto pedir e ele deu. Imagine quando milhares de agricultores apresentarem seus projetos para financiamento do Programa Nacional de Agricultora Familiar (Pronaf)?, afirmou. Seguro da Agricultura Familiar O Seguro da Agricultura Familiar, lançado hoje pelo presidente Lula, garantirá 100% do valor financiado e 65% da receita líquida estimada da produção. O seguro também cobrirá perda de safra em virtude de seca, granizo, geada, tromba d´água, vendaval, chuvas fora de época, além de pragas e doenças que não tenham métodos de controle devidamente divulgados. O seguro é uma reivindicação antiga dos agricultores. Responsável por 74% do emprego no campo, a agricultura familiar sofreu, na última safra, com os fenômenos climáticos. Os agricultores tiveram prejuízos por causa da seca no Sul, do excesso de chuvas no Sudeste e no Centro-Oeste, por exemplo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.