Lula diz que não haverá aumento no preço do gás

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje, no Palácio do Planalto, que a nacionalização das jazidas de gás e petróleo pela Bolívia não implicará aumento no preço do gás no mercado brasileiro. "Estou tranqüilo, não vai haver aumento no preço do gás. Não tenho essa preocupação", afirmou Lula, em conversa informal com o presidente da Associação Nacional de Jornais (ANJ), Nelson Sirotsky, após assinar a cerimônia em que acabara de assinar a Declaração de Chapultepec, pela qual se comprometeu a apoiar a liberdade de imprensa. Os jornalistas ouviram a conversa, porque, sendo hoje o Dia Mundial da Imprensa, o esquema de segurança no Palácio do Planalto está reduzido, e não foram barrados.Hoje, o presidente Lula negou que haja uma crise entre o Brasil e Bolívia, depois na nacionalização do gás natural e do petróleo decretada pelo governo boliviano. Em discurso de 34 minutos na abertura da XVI Reunião Regional Americana, da Organização Internacional do Trabalho (OIT), o presidente ressaltou que reconhecer direitos do "povo sofrido boliviano" não significa negar direitos das empresas brasileiras. "Não existe crise, mas um ajuste necessário de um povo sofrido que tem direito de reivindicar maior poder sobre sua maior riqueza", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.