carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Lula diz que PSDB é irresponsável por criar CPI da Petrobras

Para presidente, comissão que investigará a estatal não é do interesse dos governadores do partido

Tânia Monteiro, de O Estado de S. Paulo,

15 de maio de 2009 | 13h49

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou o PSDB por ter viabilizado a criação da CPI da Petrobras. Ele classificou o partido de irresponsável e disse que não acredita que isso seja de interesse dos governadores do PSDB e de candidatos do partido. "Não é uma CPI do Congresso Nacional. É uma CPI muito mais do PSDB. Acho estranho que um partido que já governou o país por oito anos tome uma atitude irresponsável como essa. Parece briga de adolescente. Não tem explicação lógica". 

 

Veja também:

link Manobra tucana cria CPI da Petrobras no Senado

link Múcio diz que trabalhará o dia todo para esvaziar CPI

link Governo deve retirar 4 assinaturas a favor de CPI

link Vice-líder do governo no Senado tenta barrar CPI

especialVeja o que será apurado pela CPI da Petrobras

 

"Não acredito que isso seja de interesse dos governadores e de possíveis candidatos. Possivelmente é coisa de uma pessoa que está a um ano e meio do mandato e não tem certeza se vai voltar", afirmou Lula nesta sexta-feira, 15, na Base Aérea de Brasília, pouco antes de embarcar para a Arábia Saudita.

 

Segundo o presidente, no momento que ele viaja pelo mundo na busca de dinheiro para a exploração da camada do pré-sal, não é bom que seja instalada uma CPI para investigar a estatal. "Alguém levantar uma CPI agora é ser pouco patriota", afirmou. E ironizou: "até ontem o grande tema deles (PSDB) era caderneta de poupança. Como a decisão tomada (pelo governo) protege 99% dos poupadores, eles se voltaram contra a Petrobras. Estão brincando com o sentimento do povo. Eles sabem da gravidade da crise", reagiu o presidente.

 

Para o presidente, não houve cochilo do governo ao permitir a leitura do requerimento de instalação da CPI, hoje, no plenário do Senado. "Não houve cochilo. O governo trabalha 24 horas por dia", afirmou.

 

Lula não acredita que haja irregularidades na Petrobras. Para ele que existem outros meios para investigar irregularidades."Nem tudo que tem irregularidade tem CPI. Não dá para viver uma eterna CPI. Assim ninguém ganha eleição", afirmou.

 

Ele afirmou ainda que não vai pedir para que aliados retirem suas assinaturas do requerimento de instalação e garantiu que não haverá retaliações para quem continuar com o requerimento. Um pouco antes, porém, o ministro de Relações Institucionais, José Múcio Monteiro, disse, ao deixar reunião com o presidente, no Palácio da Alvorada, que trabalhará o dia todo para retirar as assinaturas necessárias e esvaziar a CPI.

 

(Com Agência Brasil)

 

Matéria atualizada às 14h53

Tudo o que sabemos sobre:
CPI da Petrobras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.