Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Lula e Lobão encerram reunião sem definir cargos

Uma hora de reunião do presidente Luiz Inácio Lula da Silva com o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, não foi suficiente para resolver o impasse do preenchimento dos principais cargos do setor elétrico e da Petrobras. Não foi confirmado nem mesmo o nome do ex-presidente da Eletronuclear Flávio Decat, favorito da ministra Dilma Rousseff que na noite de ontem estava praticamente garantido na presidência da Eletrobrás. A ministra Dilma Rousseff já rejeitou dois nomes indicados do ex-presidente José Sarney para o comando da Eletrobrás: o presidente da Associação Brasileira de Concessionárias de Energia Elétrica, Evandro Coura, e o ex-presidente da Eletronorte José Antônio Muniz.Apesar da pressa do governo em resolver as pendências com o PMDB no momento em que o Congresso se prepara para iniciar a CPI do Cartão Corporativo, as resistências da ministra Dilma, de um lado, e a insistência do PMDB em determinados nomes, de outro, têm atrasado as definições. A discussão se arrasta desde 21 de janeiro, quando Lobão tomou posse no ministério.Além da presidência da Eletrobrás, também estão em disputa a presidência da Eletronorte, as diretorias financeira e administrativa da Eletrobrás, a diretoria internacional da Petrobras e a presidência da Eletrosul.

LUCIANA NUNES LEAL E LEONARDO GOY, Agencia Estado

13 de fevereiro de 2008 | 20h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.