Lula e Mantega anunciam prorrogação de IPI reduzido nesta 2ª

Isenção para cadeia do trigo também será mantida; os dois diivulgam ainda medidas para setor de bens de capital

29 de junho de 2009 | 08h10

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciam às 11h30 desta segunda-feira, 29, novas medidas de estímulo à economia, entre elas a prorrogação da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para alguns setores. A cobrança menor para automóveis, material de construção e linha branca de eletrodomésticos deveria terminar nesta terça.

 

Veja também:

especialAs medidas do Brasil contra a crise

especialAs medidas do emprego

especialDe olho nos sintomas da crise econômica 

especialDicionário da crise 

especialLições de 29

especialComo o mundo reage à crise 

 

Segundo fontes, o imposto incidente sobre os carros será mantido no patamar atual por três meses. Em outubro, a alíquota será elevada, mas ainda permanecerá em níveis inferiores ao período pré-crise. O impacto para o governo será de cerca de R$ 2 bilhões.

 

Também está prevista a prorrogação por 18 meses da isenção de PIS e Cofins incidente sobre a venda de trigo, farinha de trigo e pão francês. Além disso, o governo vai anunciar as medidas para o setor de bens de capital, que devem incluir ações financeiras e fiscais.

 

Mantega deve apresentar ainda linhas de crédito subsidiadas e a regulamentação do Fundo Garantidor de Crédito para pequenas e médias empresas.

Tudo o que sabemos sobre:
crise financeiraLulaimpostos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.