carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Lula e ministros discutem juros durante viagem à Suíça

A discussão sobre os juros no Brasil predominou nas conversas mantidas entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e os ministros da Fazenda, Antônio Palocci, do Trabalho, Jacques Wagner, e da Indústria, Comércio e Desenvolvimento, Luiz Fernando Furlan, durante o trajeto de avião para a Suíça, na noite de sexta-feira. O presidente participará amanhã, em Evian, na França da abertura da cúpula do G-8 - o Grupo dos Oito, composto pelos sete países mais ricos do mundo e a Rússia.Ao desembarcar em Genebra, o ministro Jacques Wagner disse que ninguém no governo gosta de juros altos. Para ele, está claro que o presidente quer buscar áreas para investir e criar empregos. Ao comentar a cautela do governo em relação ao assunto, Wagner usou a mesma argumentação empregada pela equipe econômica nas últimas semanas, com base na preocupação sobre o ritmo da queda inflacionária.Lula, Palocci, Furlan e o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, desembarcaram às 9h deste sábado em Genebra (horário local) e seguiram de helicóptero para Lausanne, onde estão hospedados no hotel Beau-Rivage Palace. Segundo a assessoria do Palácio do Planalto, o presidente e os ministros vão aproveitar a folga na agenda na tarde de hoje para descansar e planejar a participação no evento do G-8.No final da tarde, o presidente irá inicicar uma série de encontros bilaterais. Ele se reunirá com o presidente do Senegal, Abdoulaye Wade, e em seguida com o presidente da África do Sul, Thabo Mbeki. Após receber as boas-vindas do presidente da Suíça, Pascal Couchepin, Lula irá a um concerto e jantará com os demais chefes de Estado de países que não pertencem ao G-8.Às 22h30, Lula encerrará a agenda do dia ao encontrar-se com o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Abdallah bin Abdulaziz al Saud. Amanhã, o presidente seguirá para Evian, onde terá uma reunião com os líderes do G-8.

Agencia Estado,

31 de maio de 2003 | 11h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.