Lula: é possível controlar inflação e manter crescimento

O governo está preocupado com a alta dos alimentos, mas avalia ser possível controlar a inflação e manter o crescimento econômico. O diagnóstico foi feito ontem pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em reunião da coordenação política. Lula cobrou empenho dos ministros no lançamento do Programa de Incentivo à Produtividade da Agricultura Familiar, previsto para o fim do mês.O grande desafio do governo, disse o presidente, é conter a escalada inflacionária. Da mesma forma que fez na reunião ministerial, há nove dias, Lula destacou a importância do programa de estímulo à produção de fertilizantes. Lembrou que o Brasil importa 80% dos fertilizantes e alguns subiram 300% nos últimos meses. Para o presidente, o aumento do preço dos alimentos é um fenômeno mundial.O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse aos colegas que é importante mostrar o governo unido para enfrentar a alta dos preços. A ordem é manter o discurso de que tudo está sendo feito para combater a inflação. Na avaliação da cúpula do governo, as medidas preventivas para arrefecer as pressões inflacionárias já começaram a surtir efeito. Entre as medidas estão os aumentos do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), da taxa básica de juros, pelo Banco Central, e da meta de superávit primário para 4,3% do Produto Interno Bruto (PIB). Para Lula, os ajustes estão corretos, pois os incentivos à produção de alimentos vão gerar excedentes para exportação, aproveitando a alta das commodities. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.