Lula e Putin trocam amabilidades e brindam com cachaça mineira

Em discurso durante o almoço que ofereceu em homenagem ao presidente da Rússia, Vladimir Putin, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez uma brincadeira: "Embora o presidente Putin não tome bebidas de alto teor alcoólico, vamos comemorar a presença dele no Brasil com uma cachacinha tipicamente brasileira", afirmou, antes de fazer o brinde, com aguardente de cana "Sabor de Minas", de Salinas, em Minas Gerais, que tem a fama de produzir a melhor cachaça do País.Ainda no discurso, Lula manifestou sua satisfação com a vinda de Putin ao Brasil e lembrou que, durante muitos anos, ele esteve prestes a visitar a Rússia, "mas sempre havia um problema político" que o impedia de fazer a viagem. Depois de comemorar a primeira visita de um presidente russo ao Brasil, Lula afirmou que pretende visitar a Rússia no ano que vem. Segundo informou fonte da Presidência da República, esta visita deverá ocorrer, possivelmente, em setembro. No almoço, que durou cerca de uma hora e só começou depois das 15h30, Lula deu de presente a Putin um DVD sobre Pelé, lembrando que ele é o atleta do século e observando que não tinha importância o fato de Putin não falar português.Ao agradecer, Putin também brincou, dizendo que a Rússia também tem bom futebol. Depois, concentrou seu discurso na troca de elogios diplomáticos, e disse que o mundo está prestando atenção no aumento da influência e da popularidade do Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.