finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Lula e Uribe não chegam a acordo sobre produção de café

Terminou sem acordo a reunião entre os presidentes do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, e da Colômbia, Álvaro Uribe, dois dos maiores exportadores de café, para tentar encontrar umafórmula de elevar o preço do produto no mercado mundial. Lula propôs a criação de uma câmara setorial entre os países produtores, importadorese torrefadores de café, a fim de superar a grave crise enfrentada pelo setor.?O grande problema nosso é juntar a indústria, com os produtores, para que estabeleçamos uma espécie de câmara setorial e que possamos discutir a eqüidade de preços, ou seja, precisamos saber que pedaço de bolo cada um vai comer, porque agora, o que menos estão comendo bolo são o produtor e o trabalhador?, disse o presidente ao pedir alíquota zero para os países importadores do grão processado. O presidente participou da reunião comemorativa do 40º aniversário da Organização Internacional do Café.Lula e Uribe, no entanto, têm propostas diferentes para tentar solucionar a crise do setor. Enquanto Lula quer o fim do protecionismoe da alíquota sobre o café processado, Uribe quer que os governos usem verbas orcamentárias para segurar o preço do produto quando ele cair aníveis considerados inaceitáveis. ?´É importante que todos os produtores de café tenham em mente que os governos não podem, a cada crise, financiar a produção?, afirmou Uribe.Guerrilha - Lula aproveitou o encontro para oferecer a Uribe a utilização do território brasileiro para negociar um entendimento com as Forças Armadas Revolucionária da Colômbia (Farc) e a ONU. Mas o presidente quer que a ONU tenha ?participação mais efetiva? nestas negociações. Uribe fez questão de dizer que o café é uma saída do terrorismo para oPaís e não quis dar detalhes de como estavam sendo realizada as negociações para o encontro com as Farc. Não informou a data e nem olocal. A cafeicultura é uma solução social, porque as pessoas deixariam de plantar coca para cultivar café.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.