Lula enfrenta decisão difícil sobre aposentados, diz Suplicy

O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) reconheceu nesta quarta-feira que o presidente Luiz Inácio da Silva encontra-se diante de uma decisão difícil após a aprovação no Senado do reajuste de 16,6% para aposentados e pensionistas do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). Embora evitasse dar como certo o veto do presidente à medida, Suplicy afirmou que Lula adotará uma postura responsável em relação ao assunto, considerando o impacto financeiro que um reajuste como esse teria nos cofres públicos."O presidente tem que tomar uma decisão bastante difícil, mas que será compreendida à medida que está transparente a dificuldade dessa definição", disse Suplicy, que disputa um novo mandato de senador nas próximas eleições.Segundo o senador, o presidente está atualmente diante de duas alternativas: vetar a medida para evitar o impacto que vem sendo estimado por autoridades econômicas ou buscar mecanismos de financiamento da Previdência que permitam reduzir o impacto do aumento nos benefícios de aposentados e pensionistas.Mesmo assim, Suplicy admitiu que, em sua opinião, a segunda opção parece muito pouco viável diante do atual cenário. "Acho que, no momento, isso é muito difícil", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.