Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Lula está preocupado com demissões, diz Wagner

Preocupado com a onda de demissões que surge no País, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva continua procurando empresários para conversar sobre as medidas que o governo vem adotando para contornar a crise financeira internacional e incentivar as vendas. O governador da Bahia, Jaques Wagner, falou das preocupações de Lula com a necessidade de preservação do emprego e informou que o presidente está pedindo aos empresários que "adotem outra postura" e evitem as demissões, já que muitas medidas estão sendo adotadas para ajudar a reduzir os custos das empresas."Estamos fazendo um esforço grande para ajudar, para facilitar a vida das empresas", comentou o presidente, segundo o governador. Em troca, Lula quer uma espécie de contrapartida dos empresários, que sejam "parceiros" neste esforço, e não demitam. A primeira conversa de Lula com os empresários foi na quinta-feira da semana passada (dia 11), mas ele tem mantido outros encontros depois disso.O ministro do Desenvolvimento da Indústria e do Comércio, Miguel Jorge, disse que "o governo não vai se meter" nas negociações entre empresários e trabalhadores que acredita que podem ocorrer para que os empregos sejam garantidos. Miguel Jorge repudia, no entanto, qualquer proposta genérica de flexibilização da legislação trabalhista, por considerá-la "inaceitável". Ele avisou, no entanto, que "este tipo de negociação tem de ocorrer contrato a contrato, empresa a empresa" e emendou: "quem sabe o que está exatamente se passando naquela empresa, são os seus administradores e o sindicato da categoria. O governo não sabe o que se passa ali e não tem de mediar esta isso" . Para o ministro, a economia precisa continuar funcionando e esta é a melhor forma de se preservar os empregos.

DENISE CHRISPIM MARIN E TÂNIA MONTEIRO, ENVIADAS ESPECIAIS, Agencia Estado

16 de dezembro de 2008 | 18h37

Tudo o que sabemos sobre:
demissõescriseLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.