Lula fala de ferrovias em seu programa de rádio

No seu programa semanal de rádio, o "Café com Presidente", o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que o governo está pensando em "resolver definitivamente a questão do Ferroanel em São Paulo". O programa de hoje foi ocupado, por inteiro, pelo tema da revitalização das ferrovias no País."Queremos que os trens que venham da região central do Brasil com cargas não ocupem os trilhos dos trens que transportam passageiros, para que a gente possa fazer esse contorno e chegar aos portos de Santos e de Sepetiba sem atrapalhar os trens de passageiros". Lula explicou que o plano do governo era tentar recuperar as ferrovias que estavam paralisadas, e tentar revitalizar algumas que estavam sendo construídas em ritmo muito lento ou não estavam funcionando. "Eu vou dar um exemplo, a Ferrovia Norte-Sul, que começou com presidente José Sarney em 1987. Até 2003, foram construídos 215 quilômetros. Nós, em outubro, vamos inaugurar 150 quilômetros da ferrovia. Vamos fazer uma subconcessão para a iniciativa privada fazer o trecho de Araguaína a Palmas, sendo mais 350 quilômetros", explicou.Segundo Lula, este será um investimento que vai facilitar o transporte de carga da região Centro-Oeste.TransnordestinaLula também falou da ferrovia Transnordestina, salientando que ela "vai ter praticamente 1.800 quilômetros: 646 quilômetros são de ferrovias novas e 1.150 quilômetros estaremos recuperando ou reconstruindo trechos. É uma obra que vai custar R$ 4,5 bilhões".De acordo com o presidente, a ferrovia sairá de Eliseu Martins e chegar a Salgueiro, em Pernambuco. "De Salgueiro, sai um trecho dela até o Porto de Pecém, no Ceará, e um outro trecho até o Porto de Suape, em Pernambuco. E num futuro muito próximo, nós vamos interligar Paraíba, Rio Grande do Norte e a Bahia porque queremos dar uma dimensão extraordinária ao transporte ferroviário para que se possa fazer o Nordeste brasileiro se transformar em uma região altamente produtiva e desenvolvida.Lula contou que amanhã vai a Missão Velha, no Ceará, dar início às obras da Transnordestina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.