Lula fará nova reunião sobre pré-sal nesta 3ª-feira, avisa Lobão

Ministro considera que crise política no Senado não deve prejudicar as votações dos projetos do pré-sal

Leonardo Goy, da Agência Estado,

10 de agosto de 2009 | 12h32

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, informou nesta segunda-feira, 10, que terá amanhã uma nova reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para acertar os últimos detalhes da legislação que vai reger a produção petrolífera na camada pré-sal. "Vamos discutir alguns pontos que, para o presidente, ainda precisam de mais esclarecimentos", disse Lobão.

 

Veja também

Governo diverge. E projeto do pré-sal é adiado

Dilma x Lobão: falta de consenso mostra disputa pelo pré-sal

 

Segundo o ministro, Lula leu, durante o fim de semana, os três anteprojetos apresentados pela equipe que elabora o modelo, já fez suas anotações e deve pedir amanhã novos esclarecimentos, antes de dar sua palavra final.

 

Lobão disse que não saberia dizer quais seriam esses pontos sobre os quais ainda pairam dúvidas. "Não conheço as anotações do presidente", respondeu Lobão, que participou há pouco da posse nos novos integrantes do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

 

Questionado sobre o que teria desagradado o presidente na proposta, Lobão respondeu que "desagrado não há em nenhum ponto". Depois dessa reunião para aparar arestas, segundo o ministro, Lula vai discutir o modelo do pré-sal no dia 18 deste mês, em uma reunião ministerial.

 

Para Lobão, que é aliado do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), a crise política no Senado não deve prejudicar as votações dos projetos do pré-sal. "O Congresso está acostumado a lidar com muitas questões ao mesmo tempo. Estou convencido de que será aprovado este ano", disse.

 

Neste último domingo, 9, o jornal Folha de S.Paulo publicou reportagem, segundo a qual, o Ministério do Meio Ambiente vai exigir, na produção do pré-sal o uso de uma nova tecnologia que devolve o gás carbônico para o subsolo, algo que poderia encarecer a atividade. Questionado sobre isso, Lobão disse apenas que ficou surpreso e disse que a ideia não está sendo discutida pela comissão interministerial que analisa as regras para o pré-sal.

Tudo o que sabemos sobre:
pré-salLobãoLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.