Lula: farei qualquer sacrifício contra a inflação

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje, em Belém, que sempre fará sacrifícios para impedir a volta da inflação. "Eu farei qualquer sacrifício, darei até remédio amargo para não permitir que a inflação volte neste País", disse o presidente, no Fórum de Governadores da Amazônia Legal. "Este País não vai voltar a ter recessão e o desemprego que teve em 20 anos", afirmou.Lula lembrou o período de sorte que está atravessando, ao se referir à elevação do Brasil para o grau de investimento, ontem, pela agência internacional de classificação de risco de crédito Fitch, e a descoberta de um novo reservatório de petróleo na Bacia de Santos. "Tudo isso é sorte, mas se a gente não tivesse trabalhado duro para arrumar a economia e controlar a inflação, não estaríamos nessa situação", afirmou.Sobre a crise mundial de alta de preços dos alimentos, Lula disse que não vê como um problema. "Temos que ver nessa crise uma grande oportunidade para dar um salto de qualidade." Ele voltou a citar a crise imobiliário nos Estados Unidos e a repercussão na União Européia. "Foram bilhões de dólares que dançaram na ciranda financeira e nós (brasileiros) estamos tranqüilos."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.